.Março 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Parabéns a Você...Hoje é ...

. Um Homem também Chora...

. Ele anda por aí

. Arte Popular ou nem por i...

. 17 anos depois...

. E começou a Campanha...

. "Não Exite!!!!"

. Sondagem pós-debate

. Anda cá ao pai!

. Boatos...

.links

.arquivos

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 2 de Novembro de 2004

O dia em que a Europa devia votar!!

Como sabem, hoje é o dia de Eleições Presidenciais nos Estados Unidos e estas eleições têm tanta importância, que seria de alguma forma justo, os Europeus exprimirem a sua opinião através do voto em conjunto com o povo americano.
No entanto, como é sabido, houve a chamada "barraca" nas últimas eleições, devido aos problemas que ocorreram no Estado da Florida e a respectiva contagem dos votos.
Se aconteceu o que aconteceu, foi de certeza motivado, pelo o facto de o sistema americano ser um sistema indirecto de voto (não universal), em que basicamente os eleitores delegam a decisão para um conjunto de pessoas, cuja importância é distribuída directamente pela importância dos Estados.
Daí, nas últimas eleições, o resultado universal, resultar na vitória de Al Gore, mas o sistema americano atríbuir a vitória a George W. Bush.
Por isso, decidi incluir neste post, um breve resumo de como funciona o sistema eleitoral americano. Esta informação foi retirada do site da TSF.

Como funciona o colégio eleitoral

Cada Estado, incluindo Washington, dispõe no mínimo de três grandes eleitores.

Os mais populosos têm um número de grandes eleitores proporcional ao seu peso demográfico no país. Esta repartição é revista todos os dez anos para se ter em conta as evoluções demográficas.

Ao todo, o vencedor precisa reunir pelo menos 270 dos 538 votos dos grandes eleitores, cujos contingentes mais importantes são fornecidos pela Califórnia (55) solidamente democrata, o Texas (34) solidamente republicano, o Estado de Nova Iorque (31) democrata, e a Florida (27), muito disputada.

A 13 de Dezembro, os grandes eleitores reúnem-se nas capitais de cada Estado, transmitindo os seus votos em envelope fechado ao Congresso dos Estados Unidos, em Washington, onde serão oficialmente contados a 06 de Janeiro.

Presidenciais sempre numa terça-feira de Novembro

A eleição presidencial norte- americana realiza-se, cada quatro anos, na primeira terça-feira a seguir à primeira segunda-feira de Novembro, uma data fixada em meados do século XIX por razões económicas e religiosas.

Foi uma lei de 1845 que fixou uma data única para o escrutínio. Anteriormente, a eleição decorria no início de Dezembro, sendo a escolha deixada à vontade de cada Estado norte-americano.

Novembro foi escolhido por considerações económicas. Na época, os Estados Unidos eram uma sociedade predominantemente agrária, sendo por isso necessário evitar um período de intensa actividade agrícola, como a Primavera e o Verão, mas também o Inverno, durante o qual o mau tempo torna difícil viajar.

Para o dia das eleições, o Domingo foi excluído por ser dedicado à religião, tal como o Sábado, dia do desporto e das corridas. Foi também necessário eliminar a segunda e a sexta-feira, porque a extensão dos trajectos até às assembleias de votos poderia atrasar a votação nestes dois dias. A terça-feira acabou por ser escolhida em detrimento dos outros dois dias no meio da semana.

A escolha da primeira terça-feira foi feita para evitar o feriado de Todos-os-Santos a 01 de Novembro, observado por católicos e anglicanos, e o fecho das contas mensais dos
comerciantes.

    


Abraço
Filipe
publicado por Phil às 11:02
link do post | comentar | favorito
|