.Março 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Parabéns a Você...Hoje é ...

. Um Homem também Chora...

. Ele anda por aí

. Arte Popular ou nem por i...

. 17 anos depois...

. E começou a Campanha...

. "Não Exite!!!!"

. Sondagem pós-debate

. Anda cá ao pai!

. Boatos...

.links

.arquivos

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Domingo, 30 de Maio de 2004

Lados lunares

“As pessoas têm que ver primeiro o Lado Lunar para depois gostarem do resto” Dra. Esmeralda R. (nome quase fictício, a tender para o verdadeiro)


rside.jpg


 


Claramente que este post não é sobre Astrofísica, é uma vez mais sobre relações humanas (voltamos às origens deste blog). É um pensar sobre aqueles momentos da nossa vida em que demonstramos os nossos defeitos (talvez até uma palavra exageradamente forte para esta situação, mas de momento não encontro outra) às pessoas de quem gostamos.


Pode ser numa situação em que temos um comportamento que até a nós nos surpreende por ser tão desadequado, como uma terrível cena de ciúmes por motivos que nem descortinamos muito bem.


 Pegando na citação que vem no início do post, aqui está uma afirmação que demonstra que a autora da frase considera que é importante que as pessoas conheçam esse nosso lado para depois poderem gostar do resto. Eu acrescento, depois de gostarmos deste Lado Lunar como não gostar do Lado Solar? O contrário é que já não me parece tão certo.


Na minha opinião não pode haver uma relação verdadeira e genuína que não tenha em conta a pessoa na sua totalidade. O que é que achas, fiel leitor(a)?


Texto: Jorge Amorim (nome quase fictício, a tender para o verdadeiro)

publicado por Phil às 13:20
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 30 de Maio de 2004 às 17:26
Tem de se gostar do todo tal qual ele se nos vai apresentando nas suas infimas partes. "Temos de gostar das pessoas como elas são, n como n´so gostaríamos q elas fossem" JinhosPinguim
(http://pinguim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:blog_pinguim@sapo.pt)

Comentar post