.Março 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Parabéns a Você...Hoje é ...

. Um Homem também Chora...

. Ele anda por aí

. Arte Popular ou nem por i...

. 17 anos depois...

. E começou a Campanha...

. "Não Exite!!!!"

. Sondagem pós-debate

. Anda cá ao pai!

. Boatos...

.links

.arquivos

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2005

Mais uma pérola jornalística...

Com a época de exames a decorrer, dedico-me a passear na net e encontrar verdadeiras pérolas, em vez de escrever coisas originais. Desta vez encontrei aqui esta "notícia" que vem no diário económico:


AUMENTO DE PROPINAS AFASTA MIL ALUNOS DO MINHO


Cortes orçamentais estão na origem das desistências


O aumento de propinas afastou cerca de mil alunos da Universidade do Minho (UM), revelou o reitor Guimarães Rodrigues. Desde 2002, "cerca de 800 alunos, que estavam inscritos e que tinham duas ou três cadeiras para concluir o curso, resolveram acelerar para terminar a licenciatura", declarou ao programa Rádio - Universidade, uma parceria TSF/DE, emitido no sábado. É esta a explicação avançada para a diminuição do número de estudante que acabou por ser a justificação do Governo para um corte orçamental de 2,4 milhões de euros nas transferências do OE para 2005. O reitor garante que "há mais saída de alunos porque terminaram o seu curso e não uma baixa de procura".Apesar de reconhecer que é difícil quantificar, Guimarães Rodrigues admite que este ano lectivo cerca de "200 alunos tenham abandonado a UM por causa do aumento das propinas".Um fenómeno confirmado por Roque Teixeira, recém-eleito presidente da Associação Académica da Universidade do Minho. O dirigente estudantil conhece "muitos casos de estudantes que acabaram de sair pelo aumento significativo das propinas e por não terem capacidade de assegurar os custos adicionais como alimentação, alojamento e compra de material escolar". (...)


(ver aqui a notícia completa-podes lá deixar comentários!)


Hummm... há algo aqui que me está a fazer confusão... será a coerência do artigo?


Hugo

publicado por Phil às 12:48
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 21 de Janeiro de 2005 às 00:39
realmente sempre que se fala de propinas parece que se está a contar uma anedota.Este artigo é o cúmulo da falta de rigor e da informação mal dada (é o mais meigo que consigo ser com uma merda tão grande!)karlmarques
(http://turresveteras.blogspot.com)
(mailto:sfggf@guib.uihg)
De Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 21:44
Parece que a lógica foi dar uma volta ao bilhar grande...Jorge
(http://sonhosurbanos.blogs.sapo.pt)
(mailto:thesandman@sapo.pt)

Comentar post