.Março 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Parabéns a Você...Hoje é ...

. Um Homem também Chora...

. Ele anda por aí

. Arte Popular ou nem por i...

. 17 anos depois...

. E começou a Campanha...

. "Não Exite!!!!"

. Sondagem pós-debate

. Anda cá ao pai!

. Boatos...

.links

.arquivos

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 15 de Março de 2004

A noite ideal



A noite ideal começa numa casa de chá e termina duas horas depois na esquadra da polícia. Em vez de estarmos com alguém interessante, podemos conhecer um polícia peludo que gosta de aproximar repentinamente listas telefónicas ao nosso corpo. Música ideal para esta noite: Peludos e Azuis (da Rua Sésamo). Este parágrafo é um bónus para compensar a ausência de posts nos últimos dias. (ou seja é um exemplo concreto de como partir o gelo entre nós, caro(a) leitor(a)) ;)
Para mim a noite ideal é a dois, uma boa conversa e romance interminável (como já o disse anteriormente, com muitos sorrisos e cumplicidade). Ligação sem mentiras ou fantochadas (estéticas ou de situação) mas também sem pressas nem metas por cumprir. Algo solto, honesto e livre! O que fazer, sou um eterno romântico?!!? Espero que isso seja altamente contagioso (como no filme Don Juan DeMarco).

Texto: Jorge Amorim
publicado por Phil às 01:05
link do post | comentar | favorito
|